NINJA, NINPÔ e NINJUTSU

 

忍者 忍法 と 忍術

Ninja, Ninpô e Ninjutsu

 

 

 

A origem nin do termo 忍者 Ninja ainda é desconhecida, alguns especialistas reinvidicam seu aparecimento no século XVII e outros acreditam ser relativamente recente, posterior ao término da Segunda Guerra Mundial. Em alguns dos documentos históricos mais conhecidos, tais como 萬川集海 Bansenshûkai, 正忍記 Shôninki e 忍秘伝 Shinobi Hiden/Ninpiden, onde são encontrados diversos relatos sobre os guerreiros Ninja, dezenas de expressões são utilizadas para classificá-los, conforme suas funções, habilidades e regiões. Todavia, somente alguns desses termos são vistos e usados até hoje no ocidente, como por exemplo, 忍び Shinobi, 忍びの者 Shinobi No Mono, 伊賀の者 Iga No Mono, 甲賀の者 Kôga No Mono e 忍者 Ninja.

Porque usamos o termo Ninpô Taijutsu e não Ninjutsu?

忍術 Ninjutsu é a classificação da arte no senso técnicas de um conjunto de habilidades, usado pelo espião Ninja para agir dos modos pelos quais eles foram conhecidos, como: infiltração, colheita de informação, ocultação, sabotagem, etc. 忍法 Ninpô, por outro lado, se refere frequentemente "a ordem mais alta de Ninjutsu", insinuando uma filosofia para viver baseado nos princípios do 忍 Nin.

 

Durante a era 飛鳥 Asuka (550-710), 聖徳太子 Shotoku Taishi, um 将軍 Shôgun (senhor feudal) de grande importância histórica para o Japão (por ter sido o responsável pela propagação do budismo no país), costumava contratar os serviços desses guerreiros.

Esse Shôgun usou, com influência da pronúncia chinesa, o termo Shinobi. O termo pode ter em uma tradução livre o significado de “perito em coletar informações” (志 Shi - habilidade, 能 Nô - perito, 便 Bi - informação). Originando assim o caractere 忍 Nin (também usado para escrever Shinobi). Esse caractere tem o significado de: suportar, agüentar, esconder, secreto, espionar. É composto por dois radicais e, lido separadamente, pode ser interpretado de muitas maneiras.

O radical superior 刃 Jin/Yaiba/Ha significa: lâmina, fio e o radical inferior 心 Shin/Kokoro têm a conotação de coração/mente/espírito.

Uma das interpretações indica que o Yaiba (lâmina) representa o instrumento/ ferramenta e o Kokoro (sentimento/vontade), temos com isso o necessário para alcançar nossos objetivos. Como também indica que a vontade e o corpo devem ser afiadas como a lâmina de uma espada, se transformando no instrumento para alcançar as realizações, mostrando a superioridade do espírito sobre a matéria.

Outra explanação é que podemos usar o Yaiba (lâmina) para eliminar o que é supérfluo e perigoso ao Kokoro (coração/mente/espírito), como um guerreiro eliminando um oponente perigoso. Pode ainda representar o espírito e o corpo que resistem, suportam os infortúnios da vida sem expor seus sentimentos.